Historia

 

O Antigo Caminho das Tropas é nossa formação histórica e cultural.
Martim Afonso de Souza, português,donatário da última capitania hereditária, São Vicente (litoral paulista), reconheceu a costa rio grandense em 1531. E em 1532 introduziu o gado franqueiro no litoral paulista. Esta criação teve três destinos. Parte dela foi contrabandeada para Assunção, no Paraguai. Outra para região de Santa Fé, na Argentina. O resto paraa região da Vacaria do Mar, no Uruguai.Os paulistas precisando de gado, cavalos e mulas para transporte e alimentação na região paulista, vieram para a Vacaria do Mar. Nesta época Manoel Lobo, capitão-mor, foi designado a fundar a Colônia do Sacramento. Ele chegou ao local pelo litoral. Os portugueses e paulistas, mais tarde, sentiram a necessidade de abrir um caminho
pelo continente, ligando a Colônia do Sacramento à Sorocaba (São Paulo). Para isto foi designado o sargento-mor, Francisco de Souza e Faria, que iniciou a abertura do Caminho das Tropas. Esta é a primeira
entrada portuguesa nos Campos de Cima da Serra, e lá foi encontrado o gado franqueiro, que tinha sido colocado pelos jesuítas. Após este "rasgão na mata", Cristovão Pereira de Abreu, conhecedor das Campanhas do Prata, reuniu tropas na região da Colônia do Sacramento e seguiu em direção à Sorocaba (SP). No rastro desta tropa formou-se o Antigo Caminho das Tropas.

Movimento Pró Antigo Caminho das Tropas


Em agosto de 2003 foi organizado um encontro na Fazenda do Faxinal, propriedade de Sebastião Fonseca de Oliveira, onde é criado o gado franqueiro. Ali começou o Movimento Pró Antigo Caminho das Tropas,
que hoje conta com a participação de aproximadamente dez pessoas.Entendemos queeste caminho histórico pode ser o gancho
para se repensar cultural e ambientalmente, não só o roteiro, como a região Campos de Cima da Serra.Percebemos a necessidade de trabalhar a conscientização: o que é o
Antigo Caminho das Tropas? Qual é nossa história? Quais valores devem ser resgatados? Organizamos uma conferência, que aconteceu em março/2004, onde especialistas de todo o Brasil falaram
sobreassuntos relacionados ao nosso tema: história; espécies invasoras no nosso ecossistema; legislação ambiental. Em dois dias, o Movimento reuniu cerca de 100 pessoas,na cidade deSão Francisco
de Paula (RS). E em maio/2004, juntamente com a Prefeitura de São José dos Ausentes (RS), realizamos um evento semelhante, com ótima receptividade das comunidades da região. Nosso trabalho terá resultado a longo prazo. Investimos em educação, porque faz-se mais que urgente manter a história viva.

 

 


 


by HighCompany.com
Logon